Loja gera polêmica com anúncio de vaga para funcionária “que se declara [de] cor branca” em Caetité

Loja gera polêmica com anúncio de vaga para funcionária “que se declara [de] cor branca” em Caetité

  • 26.Jan.2024 - 10h55

Uma loja de variedades localizada no município de Caetité, no sudoeste da Bahia, anunciou uma vaga de trabalho com exigência de requisitos que geraram polêmica nesta quinta-feira (25).  Uma funcionária “que se declara [de] cor branca” era um dos critérios para o posto. A vaga foi publicada nas redes sociais do estabelecimento comercial e, além da especificação para que a candidata à vaga fosse de cor branca, o anúncio solicitava uma mulher de 18 anos, sem filhos e com personalidade “expressiva, gentil e dócil”. Em nota, o Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial de Caetité (Compirc) repudiou o “caso de racismo, misoginia e machismo praticado por lojista da cidade de Caetité–BA” e afirma estar atuando para punir os responsáveis pelo estabelecimento. No perfil da loja, internautas comentam publicações em desaprovação ao comportamento dos lojistas. “Tomara que a conta caia”, diz um comentário. “Certeza que está precisando de uma pessoa para trabalhar na loja ou quer alguém para realizar algum fetiche NOJENTO?”, questiona outro comentário.

Comentários



    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.



Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Todos os campos são obrigatórios.

Related posts